as artes
Foto: Denis Renó.

As artes são uma das marcas da cidade equatoriana de Loja, no sul do país. Localizada no topo dos Andes, Loja possui, historicamente, uma relação com as artes. Seus antepassados Paltas e depois Incas sempre tiveram uma aproximação com a música e com o artesanato.

Essa relação com as artes continua a fazer parte do cotidiano dos lojanos. Hoje em dia, três em cada sete cidadãos de Loja sabem tocar algum instrumento musical. O artesanato também está no cotidiano da cidade, que considera as artes um diferencial.

O post apresenta o Festival Internacional de Artes Vivas de Loja, em sua edição 2017, que recebeu artistas de diversos países, além de espetáculos diversos. Na noite do dia 17 de novembro, por exemplo, um espetáculo vintage: Gipsy King no palco da praça San Bernardo promete trazer alegria. O evento, que dura 11 dias, deve repetir-se nos próximos anos, movimentando o turismo da região.

As artes nas ruas

O Festival Internacional de Artes Vivas de Loja acontece nos palcos, nas galerias e nas ruas. Todos são, ou podem ser, artistas. O centro histórico da cidade tem suas ruas fechadas e os visitantes caminham livremente pela região. Pacotes com giz de lousa escolar são vendidos por US$0,50, pois o dólar é a moeda do país. E quem quiser constrói a sua arte, livremente.

as artes
Foto: Denis Renó.

A pintura no asfalto é uma alegria para todos.

O asfalto das ruas se transforma em tela de pintura, sendo lavado a cada noite para novas pinturas no dia seguinte. Enquanto isso, festas noturnas acontecem nos bares da região central, com animação e criatividade.

Loja, envolvida na festa

Ao caminhar pelas ruas, temos a impressão de que o cidadão lojano é artista por natureza. Se pensarmos, muitos dos lojanos carregam o DNA dos Incas e dos Paltas, ou seja, trazem a arte em si. Dessa maneira, são naturalmente artistas mesmo.

as artes
Foto: Denis Renó.

As artes tomam conta das ruas da cidade.

Mas a festa envolve os lojanos não somente por seu passado. Loja é uma cidade no topo dos Andes que possui algumas atividades culturais. Não muitas. Então, quando algo acontece nesse rincón, as artes nas ruas são certas.

as artes
Foto: Denis Renó.

O festival é aberto oficialmente com um desfile pelo centro.

Porém, ainda que movimentado, alguns momentos são tranquilos. O início da manhã, por exemplo, tem um fluxo de pessoas agradável, com os caminhos liberados para boas caminhadas. Após o almoço isso já não acontece. Parece que cidadãos de Loja e de cidades vizinhas (alguns de países vizinhos) saem às ruas ao encontro da arte em suas diversas representações.

As artes especiais

Uma festa como a de Loja não se limita a artistas locais. Artistas consagrados, em diversas modalidades artísticas, tomam conta de Loja durante o festival. Com uma agenda repleta de atividades, os visitantes contam com diversão o tempo todo. E com uma vantagem: os preços são convidativos.

Por essa razão, visitar o Festival Internacional de Artes Vivas de Loja pode ser uma alternativa aos aficionados pela cultura latino-americana. As artes fazem parte da cultura, e estão presentes em Loja durante o festival. Antes e depois também. Afinal, isso faz parte de seu passado.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here