crianças
Foto: Denis Renó.

Crianças em viagens são sempre um desafio. Afinal, os limites das crianças são diferentes dos nossos. Mesmo em ambientes apropriados, como parques temáticos, o cansaço chega mais cedo e a paciência vai embora antes das nossas.

Mas nem por isso as crianças se transformam em “malas” a serem carregadas. Viajar com crianças pode ser algo divertido em qualquer lugar. Basta lembrar que os limites são outros e planejar a viagem em todos os detalhes. Pronto. Podem ir para qualquer lugar.

Esse post apresenta sete dicas para viajar com crianças. Já viajamos várias vezes, e tudo o que apresento aqui no texto vem de experiência própria. Pode viajar. Afinal, não é justo privar-se de conhece algum lugar ou impedir que seu filho/sua filha deixe de viajar com você. Prepare-se e embarque.

Crianças e bagagem: desafios constantes

Pensar em bagagem de criança é sempre um desafio. Elas brincam, se sujam, usam mais roupas que os adultos. Por isso, arrume mala com certo exagero, mas sem abuso. Para não sobrar muita roupa, construa as combinações antes de guardar as roupas na mala.

Não se esqueçam: sapatos pesados e desajeitados vão nos pés, e jaquetas de frio levamos no corpo, ou no braço. Na bagagem de mão, um conjunto de rolhas extra e remédios. Caso a criança esteja em amamentação, pode levar a mamadeira com água e o leite em pó separado, mesmo que o líquido ultrapasse os 100 ml. O mesmo vale para medicamentos, mas para isso sugiro uma receita médica.

Na hora do voo, todo cuidado é pouco

Uma viagem de avião com criança pode ser alegria do começo ao final, mas também pode ser um grande problema. Por isso, prepare-se para o voo. A sugestão é levar um lanchinho, pois nem sempre o cardápio agrada aos pequenos. Mesmo o menu kids agrada algumas crianças, que acabam por divertir-se apenas com os brinquedos que os acompanham.

Mas um voo com crianças não é tão simples como parece. Por isso, uma dica importante na hora de preparar-se para voar é dar ao seu filho algum medicamento que relaxe ou faça dormir. Por isso, consulte um pediatra antes de viajar. Outro cuidado importante é levar um pirulito ou algo que a criança mastigue na hora de aterrissar. Nem todas sabem tirar a pressão dos ouvidos.

Finalmente, se você viaja com crianças de colo, peça aos comissários de bordo que coloque-a família em um lugar com uma máscara a mais. Isso será vital em caso de despressurização, mas nem todos os comissários de bordo estão realmente preocupados com isso.

As crianças precisam de diversão

As diversões em viagens com crianças podem ser simples. Transformar o passeio em uma aventura, por exemplo, pode ser a solução. Por isso, viagens a lugares históricos são bem vindos.

Mas para que isso aconteça é preciso mudar o discurso. Se você vai com seu filho ao Coliseu de Roma, não diga que vai conhecer um lugar antigo. Fale para ele que vão ao lugar da história do filme Hércules, de Walt Disney. Será um aventura, de preferência se ele estiver usando uma pequena mochila de explorador.

Planeje o seu passeio por completo, com pausas para diversão para que as crianças quebrem a rotina de turista. Dessa maneira, todos terão bons momentos e aproveitarão a viagem.

Brinquedos e jogos salvam a pele

Um detalhe importante na hora de preparar a mala é pensar em diversões alternativas. Afinal, em alguns momentos (especialmente no fim da viagem, com stress no limite), são elas que salvam. Por isso, prepare com as crianças uma mochila de brinquedos, inclusive eletrônicos.

crianças
Foto: Denis Renó.

Diversões eletrônicas podem salvar em momentos de stress.

Os tablets viraram uma muleta para os pais, eu sei. Mas em viagens, eles são interessantes. O ideal é que alguns vídeos sejam baixados no dispositivo eletrônico para serem assistidos quando não tiver conexão. Quando estiver conectado, o YouTube é uma boa diversão.

Comida de criança é diferente

Eu sei, algumas crianças estão acostumadas a comer porcarias. Mas durante a viagem é melhor evitar esse tipo de cardápio. Pode ser que as crianças tenham problemas de saúde, e procurar o médico durante uma viagem é muito desagradável.

Uma solução para isso é levar lanches e frutas na mochila do passeio, além de muita água. Crianças precisam hidratar-se, mesmo se a viagem acontece no inverno. Você pode deixar algumas frutas lavadas e picadas em uma vasilha com tampa. Também é interessante levar banana, pois ela já vem “embalada”. Finalmente, leve algo salgado, pois em alguns casos isso torna-se necessário.

Roupas e calçados apropriados, sempre

Viajar com roupas e calçados apropriados é fundamental. Com crianças, isso é mais importante ainda, pois elas não reclamam quando algo está incomodando. Quando reclamam, pode ser tarde demais.

O mesmo acontece durante o voo. Viajar com roupas confortáveis é muito importante. Lembre-se de levar na bagagem de bordo uma roupa extra e lenços umedecidos. Uma emergência pode acontecer durante o voo.

Intercale o seu interesse com os delas

Lembre-se: você não está viajando só. Por isso, quando planejar um passeio intercale as suas atrações com as das crianças. Assim, todos ficarão felizes. Além disso, considere o tempo de cada passeio e o acesso. Pode caminhar bastante, contanto que essa marcha aconteça com pausas, e não como uma peregrinação.

Com essas sete dicas, viajar com crianças pode ser mais do que algo possível. Seguramente, será muito legal e inesquecível para todos. Afinal, é sempre bom estar perto dos filhos, e qualquer lugar é apropriado para isso.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here