Economizar
Foto: Denis Renó.

Economizar nunca é demais, especialmente quando estamos dentro do aeroporto. Os preços nas salas de embarque, sobretudo nos aeroportos brasileiros, são desumanos. Por isso, é preciso tomar certos cuidados na hora de preparar-se para a sala de embarque.

Além disso, dependendo da hora em que se vai ao aeroporto, há poucas opções de estabelecimentos abertos. Durante a madrugada, por exemplo, nem tudo funciona. E se funciona, é daquele jeito.

economizar
Foto: Denis Renó.

Na sala de embarque, ficamos rendidos aos preços que nos cobram.

O post oferece cinco dicas elementares sobre como economizar na sala de embarque, onde uma lata de refrigerante chega a custar R$ 8,00 no Brasil e US$ 5,00 no Peru. Mas preste a atenção no que vamos escrever aqui, pois há restrições, inclusive de espaço se sua mala for pequena.

Economizar na hora de comprar

Sim, há opções de compra na sala de embarque. Claro que se você tiver fome e precisar comer algo mais substancial, estará refém dos restaurantes locais. Entretanto, se você tem sede ou aguenta comer algo simples, há opções interessantes, como as máquinas de autosserviço.

economizar
Foto: Denis Renó.

As máquinas de autosserviço estão por todos os lados. Procure uma.

Os produtos dessas máquinas custam até 40% menos que nos balcões das lanchonetes locais. Não tem de tudo, e tomar um café é impossível. Mas se você precisa comprar uma água, um refrigerante, um suco, algum salgadinho ou mesmo um lanche natural, pode economizar. Além disso, as máquinas aceitam cartão de crédito, o que facilita a nossa vida.

Leve a sua marmita

Marmita está na moda. Para economizar na sala de embarque, levar um lanchinho pode ser uma solução interessante. As restrições para a inspeção de bagagem estão limitadas a líquidos, cremes e aerossóis (esses proibidos de qualquer jeito). Mas uma marmita com uma lasanha, uma salada ou mesmo umas batatas cozidas passa tranquilamente.

Outra coisa interessante que você pode colocar na marmita é uma seleção de salgadinhos. Misturar coxinha, pão de queijo e enroladinho de salsicha, por exemplo, pode ser insubstituível. Só não dá para economizar na bebida, pois qualquer uma tem mais que 100ml.

Fuja do free shop

O free shop é uma armadilha. Logo depois da imigração vem aquela loja cheia de coisas interessantes e no caminho do viajante. Se você precisa comprar algo, ou tem encomenda de algum familiar (isso é a coisa mais comum que existe), tudo bem. Mas se pretende passar para ver se encontra algo de bom, esqueça, a menos que esteja voltando para casa.

economizar
Foto: Denis Renó.

Mantenha distância do free shop se quiser economizar.

Entretanto, uma opção de compra interessante no free shop é chocolate. Voos longos costumam oferecer alguns petiscos durante o voo, mas em voos mais curtos não servem nada. Além disso, você vai acabar querendo comer alguma coisa na sala de embarque para quebrar a monotonia. Fique de olho nas promoções se quiser economizar.

Frutas na bagagem de mão

Levar frutas é certeza de que vai economizar. Além de matar a fome, as frutas possuem suco que ajudam a matar a sede também. Mas não exagerem na fruta. Uma laranja exigirá algo de corte para descascar, e você não conseguirá passar com uma na inspeção de bagagem.

Frutas interessantes são banana, que já vem embalada de fábrica. Outras opções são uva e morango, que podem ser previamente lavados e guardados. Melão também é interessante, pois mata a sede. Mas não adianta economizar demais levando muitas frutas, pois as mesmas devem ser consumidas antes de chegar no destino. Nenhum país deixa alimentos in natura passarem pela inspeção de chegada.

Leve algumas balas

Logo após entrar no avião, você poderá pedir um copo de água, coca-cola ou suco para os comissários de bordo. Basta apertar aquele botão no controle de sua poltrona ou mesmo falar com eles quando chegar na aeronave. Eles servirão você, pois não querem ninguém passando mal por sede.

Porém, nem sempre aguentamos esperar. Por isso, uma bala de hortelã ajuda nessa hora. Ela refresca e distrai. Além disso, força a produção de saliva, evitando a secura de quem está ansioso pela viagem. Então leve a sua para economizar na sala de embarque.

Com essas cinco dicas, com certeza sobrará mais dinheiro para gastar na sua viagem. Parecem dicas bobas, mas não são, especialmente quando estamos em alguns aeroportos, como todos os do Brasil, do Chile, da Argentina, do Peru e do Equador. Aeroportos colombianos são mais justos nos preços. Já os europeus e os norte-americanos também abusam da condição de “presos na sala de embarque” de seus clientes. E quando estamos presos, aceitamos de tudo. Vamos economizar? Planeje tudo antes.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here